Archive for junho, 2008

Wall.e

29jun08

Fui assistir ao filme sabendo, somente, que se tratava da mais nova animação da PIXAR. O suficiente pra eu ficar com vontade de ver. Mas, fora isso, não sabia absolutamente nada sobre a história. Cheguei ao cinema reclamando, porque assistiria o filme dublado. Sim, eu não gosto de filmes dublados. Besteira, o filme era praticamente […]


Melhorando

24jun08

Já faz um tempão que eu estou burra. Tipo, meus ddb viraram semanas de burra. Aí ontem eu cansei dessa vida e decidi ter, a qualquer custo, uma semana inteligente. Saí cedo de casa pra ir pra faculdade e fui estudando no ônibus, o que eu não fazia há um tempo por causa do sono […]


Porque do não

24jun08

(ignorem se eu errei na hora do porque – eu tenho me confundido com qual usar – escrevi com pressa. E, ah, eu faço Física e não Letras- brincadeirinha, é feio errar.) Eu sou a garota mais sossegada que eu conheço, juro. Talvez um pouco medrosa. E, com certeza, exigente-sonhadora. Mas mesmo assim, tem um […]


22jun08

E do nada bate um medo incontrolável de tudo. Medo de estar sozinha. Ou algo do tipo. Nunca tive uma vida social invejável. Meus amigos sempre foram os amigos-de-escola. Por sorte, eu estudei em várias escolas e hoje mantenho alguns amigos-de-escola, que já perderam a segunda parte,são só amigos.Mas, de qualquer forma, meus amigos estão […]


Acho que é a época, to sensível. E daí que eu entro numa de paixonites. Sabe, eu não me apaixono ‘fácil’…Mas nessas épocas sensíveis. Acabo por me apaixonar incrívelmente fácil. E essas paixões costumam ser relâmpago. Embora, algumas durem bastante. E agora que eu me to me apaixonando de novo. Mas acho que dessa vez […]


Tá, tem milhares de coisas que eu não entendo. então esse é o primeiro de uma série. Eu sou corinthiana. E sou assim desde que me conheço por gente. Meu pai é Corinthiano, e talvez por isso eu o seja. Embora, eu não lembre dele me forçando a nada. Mas aí que quando eu era […]


Se tem coisa que me deixa maluca é o transporte de São Paulo. Primeiro que não tem dia que a cidade não bata recordes de congestionamento. E então que quase ninguém consegue chegar em casa em menos de uma hora. Segundo que, com tudo parado nas ruas e avenidas, pelo menos o trem e o […]