Monólogo

08nov08

– Bom dia!
– E aí, tudo bem moça?!

Se tá tudo bem? Quer mesmo saber?… Passei o final de semana INTEIRO tentando resolver um problema de quilômetros, e não fui capaz de resolver. Deitei na grama pra ver o céu, porque é lindo, e deu uma dor no coração que eu nem lembrava que poderia sentir. Tenho que me convencer a cada segundo da minha vida que você não é o melhor pra mim, e me provar que qualquer palavra sua que me soe um pouco bonita não tem significado algum. Brigo com minha mãe de cinco em cinco minutos e tudo que ela faz é que eu lembre o quão improvável é esse sonho. Fico tensa pra caramba quando começo a viajar demais, e descarrego tudo no chocolate. Ganhei uns quilos, umas espinhas, e umas tantas paranóias e preocupações. Tentei sair pra dar uma caminhada mas acabei esbarrando numas músicas que me lembram coisas que não aconteceram, e voltei tão cansada que parecia ter andado uma vida, mas nem da minha rua eu saí. E quem disse que dormir me fazia descansar? Deitei, sonhei e acordei muito mais cansada, porque me convencer de que sonho é sonho e que NADA daquilo ia acontecer, é uma tarefa árdua e inacabável. Comi demais, sonhei demais, perdi toda a minha coragem e quase derramei lágrimas por um nada qualquer. Fingi que estava na terceira série e fiquei ensaiando o que tinha pra te dizer, mas não consigo expressar sequer uma palavra. Não consigo mais usar todo aquele meu raciocínio lógico de antes, ou encarar TUDO naquele meu maior realismo. Reaprendi a sonhar, mas daqueles impossíveis. Porque, se é pra sonhar, que se sonhe direito,não é? E se for pra me afundar, que seja numa coisa sublime e cheia de probleminhas bestas pra poder render um ou dois textos, ou umas aventuras quaisquer. Perdi toda a minha capacidade de virar a página, e de te responder à altura. Em um final de semana inteiro, eu mudei completamente um pedaço de mim do qual eu nem lembrava, e pra ser bem sincera, não sei se estou feliz com isso. Não consigo mais acordar e pensar em outra coisa, ou ir dormir com a cabeça vazia. Perdi coragem, perdi a força, e to num inferno astral. Não eu não to na tpm. Mas eu só queria que você soubesse de tudo isso. E vc vem e me pergunta “tudo bem?” eu te respondo “acho que não. e quer saber mais? acho que a culpa é sua!”.

-Tá sim, tudo bem, e você?

Anúncios


4 Responses to “Monólogo”

  1. 1 André HP

    que triste… :O

  2. Má, será que somos a mesma pessoa? pq tipos… ai, eu passei um mesmo final de semana! :o

    malditos homens! ¬¬’

  3. Nossa. Adorei, e adorei tipo “gostaria que tivesse sido eu a escrever”. Beijos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: