Espinhos

05mar09

Para que uma flor tem espinhos? Vejo em muitas histórias eles serem tratados como vilões, que enfeiam as flores e machucam os outros. Um darwinista agora daria uma longa explicação de como as flores sem espinhos foram dizimadas por serem mais expostas à coleta, fazendo as flores com espinhos ganharem mais espaço… Mas, enfim, os espinhos surgiram das próprias flores. Se elas são símbolo de beleza e harmonia, como criariam algo ruim? Eles são símbolos de proteção. Muitas vezes ferem alguém que tente colher a flor, mas isso é necessário para mantê-la.
Pessoas têm espinhos. E funcionam do mesmo modo que nas flores: protegem elas mesmas, mas podem ferir os demais. Quando eles precisam ser usados, é contra algo que tentou colher a alegria da pessoa.
Por tudo isso, espinhos são parte importante, e a mais interessante, das flores e, sem dúvidas, das pessoas.

(Gustavo)

Anúncios


3 Responses to “Espinhos”

  1. Da mesma forma, existem flores sem espinhos, e pessoas…

  2. Essa semana vi uma frase interessante no msn de alguém igualmente interessante. “Porque se a vida fosse um mar de rosas, ainda assim haveria espinho demais pra poder nadar”. Não existe ônus sem bônus. Aliás, se o que é bom fosse fácil, talvez nem fosse tão bom assim né?
    Beijo.

  3. Nem me lembro mais de onde achei esse blog.
    Li alguns posts e ele já foi pra minha lista de favoritos. E lendo agora as postagens mais antigas descobri que duas pessoas postam aqui.
    Só queria falar o quando acho esse blog incrivel e que sempre me faz pensar.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: