Distâncias[2]

01abr09

Estava decidido, ele nunca iria mais procurá-la. Cansado e infeliz, dentro dum ônibus novamente. Era a segunda vez que acontecia; e, naquela hora, última. Afinal, o que o movia era um sentimento diferente, que a pouco havia sido inibido. Ainda existia, mas seu medo o levara de volta à razão no dia anterior. Os noventa e cinco quilômetros, que há alguns meses pareciam nada, tornaram-se um tormento. Da primeira vez haviam sido trezentos e trinta e sete. Ele olhava para um papel rasgado, que seria um presente à ela se não tivesse saído tudo errado. Lia o que sobrou do poema e lamentava:

Soneto do coração incerto

 

Amo-te; mas não por simples prazer,

És minha felicidade incontida.

Amar-te-ei até me desfazer

E a ti dedicarei minha vida.

 

Amo-te como brilha um diamante;

Meus serafins luzem ao teu redor,

Guardando eternamente e dora

De todo perigo meu amor m

 

És meu pensamento a

Amar-te é meu mun

É bela doença qu

 

Esse meu am

A tudo venc

Amar-te-e

 

As letras que se perderam ainda se mostravam em sua cabeça e faziam-no lembrar de como idealizara tudo. A distância não só atrapalha o que se criou, como impede o que será criado. E assim foi, de um lado um forte sentimento e do outro (a muitos quilômetros do primeiro) uma incógnita. Distâncias são determinantes nas nossas relações e muitos não conseguem conviver com ela. Ele desejava que tivesse nascido num outro lugar e pudesse estar ali ao lado dela, porque percebia que o grito de “Eu te amo” que soltara com todas suas forças havia se perdido em algum lugar do imenso caminho entre eles.

 

(Gustavo)

Anúncios


One Response to “Distâncias[2]”

  1. A distância dói, mas é por vezes necessária. Sem ela não notamos detalhes que se perdem na imensidão da proximidade. Já passei por situações assim e você sabe o quão complicada é a minha agora. Muito bom, adorei o poema concretista.
    Ah! Primeiro de Abril! Odiei!

    PS: primeiro de abril! gostei sim =P


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: