Mário Quintana e a TPM

20jul09

Depois que a tpm passou eu ia ser legal e contar, resumidamente, tudo que se passa na cabeça de uma mulher nesse período:

Vou me matar.
Me matar o caralho, matarei você.

Talvez seja um pouco exagerado, mas essas duas frases exprimem quase todo o sentimento de amor para com a vida que uma mulher na tpm sente. 
E então estava eu procurando alguma coisa importante (tão importante que agora não lembro o que é) quando achei, escrito numa agenda antiga Simultaneidade. Provavelmente anotei na agenda para não esquecer, mas esqueci. E então, hoje descobri que Mário Quintana foi melhor descrevendo minha tpm que eu. Foco na primeira linha. 

– Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
– Você é louco?
– Não, sou poeta.

Anúncios


2 Responses to “Mário Quintana e a TPM”

  1. 1 Isadora

    nossa, achei seu blog super sem querer numa busca do google, mas amei!
    e esse texto do Mário Quintana serve pra todos os meus dias, não só os de TMP. ihauahauha

  2. heeey vc anda eskecida…esse era meu segundo poema preferido d infância, e com ctz eu ja tina t mostrado XD
    mas noossa q legal cara, fazia um tempinho q eu num lembrava dele!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: