doismiledez

20jan10

Se você não passou na faculdade esse ano, ou se você não casou em 31 de dezembro, se você não mudou de cidade, se você não descobriu uma doença grave ou qualquer coisa que venha com a promessa de um ano DIFERENTE do anterior, você já percebeu que provavelmente vai ficar tudo na mesma.

Então já deu pra perceber que 2010 tem tudo pra ser um ano igual a todos os outros. E, sendo assim, dá pra largar a promessa da dieta, a promessa de manter o bom-humor, de manter contato com os amigos… dá pra ir aos poucos abrindo mão das resoluções porque 2010 tá sendo um ano totalmente igual ao anterior. pra que se dar ao trabalho de cumprir? ” é eu achei que esse ano ia ser diferente…”

E 20 dias é o suficiente pra perceber que, como eu não tenho nenhuma doença pra tratar, nenhum emprego novo[1], nenhuma cidade nova pra viver, o ano promete ser igual. Mas aí se eu largar todas as resoluções para o ano que vem feitas eu não vou estar repetindo o ano anterior e fazendo deste ainda mais igual?
Acho que foi daí que tirei que não vale fazer muitas promessas-de-fim-de-ano.[2]

E agora, 20 de janeiro de 2010, eu ousaria dizer que o ano será uma loucura, cheio de problemas e cheio de dores de cabeça, vai ter risada, e vai ser tão estranho quanto o anterior. Mas isso não significa que ele vai ser igual. Nem que ele vai ser ruim. Nem que eu devo parar de insistir na minha resolução de fim de ano.
Significa que tanto faz. Ter um “ano novo” pela frente é a mesma coisa que ter um mês novo inteiro pela frente. É a mesma coisa que ter mais uma hora novinha em folha pela frente. A hora pode ser igualzinha a anterior, ou não. E se minha próxima hora for uma porcaria, isso não significa que a próxima será tão ruim quanto. E não significa que meu ano inteiro será ruim e que, então, eu devo esperar ansiosamente 31 de dezembro pra ter um ano novo cheio de promessas de ano bom.

[1] – amigos, torçam aí. sério.

[2] – única promessinha que fiz foi falar alienígena direito. Isso é porque eu tenho um probleminha toda vez que tento falar tal palavra. Sempre sai um incômodo alielígena. To conseguindo, mas não é uma palavra que se fale toda hora.

Anúncios


3 Responses to “doismiledez”

  1. eu já larguei mão dessa coisa de resoluções de ano novo, simplesmente não consigo manter essas promessas de janeiro…

  2. As únicas coisas que prometo pro ano novo é ver filmes e ler livros, pois já fiz experiências em anos anteriores e é possível! O que é impossível, ou pouco provável, deixo pra lá, melhor deixar tudo acontecer normalmente, sem forçar nada com promessas. Nunca gostei disso. Todas as coisas que quero fazer são para qualquer hora que me dê vontade de fazer! :D

  3. Que post tristemente apocalíptico. Faz sentido.

    Acho que toda onda encima de cada ano novo vem da ideia de que o ano é a maior unidade do trajeto de metas.

    Ninguém promete emagrecer 3 kilos na década que vem, comprar um carro década que vem ou arrumar um novo emprego….


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: