éfe ele á ene á xis

12maio10

Minha saúde não tem funcionado muito bem. Dores de cabeça são quase constantes, estômago doendo, azia… Ando meio estragada. Mas deve ser uma fase ruim só. O problema maior é essa frescura. Porque eu chamo de frescura não conseguir passar um dia comendo pouco sem acabar no hospital. E foi esse o caso.

Terça-feira (ontem) passei o dia todo na biblioteca. Funcionários queridos da USP estão de greve, ou seja, sem bandejão pros pobres estudantes. Pensei em dar uma economizada no almoço comer só um salgado e ir correndo pra aula das 14h. Foi o que eu fiz. Então foi assim: acordei as 4h, passei o dia estudando, almocei uma tortinha de palmito (obrigada, michelle), fui apresentar mini-seminário (que ficou pra quinta-feira), voltei pra roça. Nenhuma atividade que exigisse demais de mim. Só que cheguei em casa morrendo. E num ataque de fúria pai resolveu me levar no médico.

Médico em Boituva é uma coisa complicadíssima. Aparentemente se formaram todos no IUB (Instituto Universal Brasileiro), SE forem formados. São médicos com medo de gente, raramente encostam em você. Mas eles resolvem meu problema, me dão uma injeção de analgésico e pronto. Isso porque eu só vou pra lá em casos de dor de cabeça que precisam sumir logo. Qualquer outro sintoma merece ser visto em Sorocaba, ou no HU.

Quando me chamaram fiquei meio assustada com a idade do médico. Não me levem a mal, mas eu moro em Boituva. Nossos médicos são formados no IUB, e enfermeiros só fizeram técnico e numa escola (de qualidade duvidosa) na cidade. Um médico novinho não teria sequer aprendido com a experiência. Mas ele foi atencioso, e ENCOSTOU EM MIM. minha pressão tava baixa, minha cabeça ia explodir e eu achava que ia vomitar a qualquer momento. tava lindo. Ele receitou o padrão: dipirona. Mas minha pressão tava bem baixinha,e, até onde eu sei, dipirona pode causar hipotensão. (Pode ocorrer hipotensão em caso de aplicação intravenosa muito rápida – tá na bula).

— Doutor, mas se minha pressão tá baixa, não corre o risco de ficar mais baixar mais?

(ok, ele ia jogar isso em mim junto com 250ml de soro, mas não custava perguntar)

— Não – ( mesma cara que fez quando descobriu que não sabia escrever Flanax)

Nesse momento eu fiquei com medo. Porque era evidente que ele NÃO SABIA se a dipirona poderia baixar mais minha pressão. Mas como bom médico ele tentou me tranquilizar

— Olha, que eu saiba dipirona nunca baixa pressão.

“que eu saiba” ele não sabia escrever FLANAX. Pai perguntou se eu ia querer mesmo ser medicada ali, mas como eu estava morrendo mesmo, qualquer coisa valia. Fui tomar o soro, 250ml de soro. A enfermeira que preparou explicou que pegou um de 250ml mesmo o médico indicando um de 100ml pra evitar (mesmo com pouca probabilidade) que minha pressão baixasse.

E olha, mesmo sem saber o que faz ou o que não faz a dipirona, e sem saber escrever flanax ele ainda foi o melhor médico que passei aqui.

Anúncios


3 Responses to “éfe ele á ene á xis”

  1. O “ENCOSTOU EM MIM” parece meio creepy :P

  2. 2 Brad

    eu ainda tentando entender a parte do Flanax!!

  3. Vim aqui comentar o outro post e


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: