bem igual

11jan12

“não posso mais, não dá mais pra levar”
Então chegou a hora que ela cansou de ter medo de mudar, foi lá e fez.
Ele que dizia não aguentar mais. Não aguentava mais os mesmos lugares, as mesmas pessoas, o mesmo abraço, as mesmas piadas, os mesmos olhares, as mesmas roupas. Não é que ele não a suportasse mais, nem que não gostasse. Mas era igual demais. Enjoou, perdeu o encanto. Precisava mudar.
Só que era bom. Os abraços estavam garantidos, os olhares estariam ali, a companhia na cama depois do dia longo era certa, os beijos estavam a sua disposição.
Mudar porderia significar a falta dos abraços, roubar os beijos e talvez a cama vazia. Mudar poderia significar um recomeço. Recomeçar é difícil. Dá medo.

Mas aí ela cansou. Ela não poderia ser diferente. Continuaria tudo sempre igual, ou terminaria e ela acharia outro alguém pra ser igual.
E ela achou.

Talvez ele estivesse errado, e ser igual não é culpa dela. Não era ela que era igual sempre, mas ele que se colocasse nas mesmas situações pra testar a previsibilidade dela, e se provar certo. Percebia agora que ela não mudaria enquanto ele fizesse as mesmas coisas, fosse apenas aos mesmos lugares, conversasse sobre os mesmos assuntos, lesse sempre os mesmos livros e exigisse as mesmas coisas. Mas, principalmente, ele acreditava tanto que o problema fosse dela que não enxergaria se ela mudasse. Colocaria os mesmos defeitos. Talvez quem precisasse mudar fosse ele.

Então ele volta atrás. E promete que será bem melhor, dessa vez, será bem melhor. Ninguém muda em poucos meses, ninguém muda em poucas semanas. Ele não mudaria, mas não cobraria mais que ela mudasse. Era bom assim. E depende dele, se ele continuar entendendo isso, será mesmo bem melhor.

Ela? Ela recusa. Não existe retorno se existia vontade do fim. Ela sempre soube disso.
Ou talvez ela tivesse, finalmente, mudado.

 

 
(moptop + análise d’Os Normais (oi fer) + moptop + conversa de bar no porão do shopping)

Anúncios


One Response to “bem igual”

  1. Não sei se curto. Gostei do (oi fer) escondidinho.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: